Os Monólogos da Vagina no Teatro Gazeta – Evento presencial

0
38
Assessoria: Flavia Fusco Comunicação

Com texto de Eve Ensler e direção de Miguel Falabella, o espetáculo Os Monólogos da Vagina fará duas únicas apresentações no Teatro Gazeta e serão nos dias 30 e 31 de outubro (Veja horário abaixo). A peça tem no elenco Adriana Lessa, Cacau Melo e Maximiliana Reis e sessões serão presenciais respeitando os protocolos de saúde.

Os Monólogos da Vagina são depoimentos que Eve Ensler colheu pela vida afora como quem colhe flores, sem se importar com cor, forma ou perfume, apresentando esse arranjo múltiplo, ora como jornalista, ora como dramaturga, arrancando as mordaças das mulheres que habitam nosso planeta.

De início, a proposta de mergulhar neste universo e resgatar a liberdade e dignidade da expressão feminina me encantou, porque gosto de mulheres e sua interiorização, de sua vida secreta, de suas formas que sangram e se dilatam e nutrem toda a vida.

Esta peça de teatro é um resgate, um afago e um carinho para todas as mulheres e homens que se respeitam e tentam trilhar os difíceis caminhos de um grupo social injusto e desumano.

No país das bundas expostas nas bancas de revistas como carnes penduradas ao sol, as vaginas vão falar. Ao público, peço a delicadeza de escutar o seu discurso.

No Outubro Rosa, as mulheres pagam meia

Por Miguel Falabella

Concepção Original e Adaptação

Serviço
Os Monólogos da Vagina
Duração: 90 min.
Classificação: 12 anos
Duas únicas apresentações:
Dia: 30/10 – sexta, às 21h
Dia: 31/10 – sábado, às 18hIngressos: R$ 70,00 | R$ 35,00 | Mulheres, Idosos, Aposentados e Estudantes)

Vendas Online: www.teatrogazeta.com.br/event/os-monologos

Bilheteria: de terça-feira à domingo, das 14h até o início do último espetáculo.
Ingressos para pessoas com deficiência (PCD). Disponíveis na bilheteria do teatro.

TEATRO GAZETA – 400 lugares (60% da ocupação)
Av Paulista, 900 – Térreo – Cerqueira César
Tel: 3253.4102 – Próximo ao Metrô Trianon Masp
Obrigatório uso de máscaras durante toda a permanência no teatro.
Comente com o Facebook