Entrevista com Eliza Martins, a sambista da nova geração

0
64

Aos 27 anos, Eliza Martins se prepara para entrar em estúdio e gravar seu primeiro disco. Nascida no Rio de Janeiro, a sambista foi criada em Brasília-DF. Dona de uma voz marcante, conheceu a música ainda no berço e a maior influência foi a própria família.

“Comecei minha jornada na música cantando na igreja, vendo minha mãe cantar e desejei estar ali, como ela, pois vê-la cantar, sempre foi a minha inspiração”, falou Eliza Martins

Eliza Martins começou a gravar vídeos para a internet com o incentivo de um amigo da época e recebeu um retorno muito positivo. O que fez com que ela começasse a acreditar em sua carreira de cantora.

“Gravando vídeo para o Youtube comecei a receber convites para cantar (samba, pagode e MPB), devido à repercussão do vídeo “Energia Surreal” publicado no Facebook pelo Pagodeando”, disse Eliza Martins.

Após alguns percalços no caminho, se inscreveu para o programa The Voice e passou na seleção para as audições às cegas.

blankAo passar por alguns processos em sua carreira, Eliza Martins conheceu o André Oliveira, violinista do grupo Katinguelê. Aos poucos ele a ajudou para que sua paixão por cantar se renovasse e aí surgiu a oportunidade de cantar se renovasse e então veio a oportunidade de cantar com o grupo paulista.

Essa apresentação despertou o interesse do empresário artístico Jejé Brown (Hoje produtor do grupo) e do Gui Taliatti (vocalista do Katinguelê) e sócio do Jejé, que juntos uniram forças para trabalhar na carreira da carioca.

Apaixonada por samba e um bom pagode, Eliza tem como referências nomes expressivos: Alcione, Beth Carvalho, Leci Brandão, Fundo de Quintal, Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz, Xande de Pilares, Péricles, Thiaguinho, Tasha Cobs, Kirk Franklin, James Fortun, entre outros…

Primeiro Disco

Um disco cheio, com 13 faixas, que contará com composições de própria autoria e de amigos como: André Oliveira, Gui Taliatti, Pedro Dias, Serginho Meriti, Washiton Ribeiro, Thiago Brasil, Diti Santiago, Edgar do Cavaco, entre outros.

Berço Verde e Rosa

Curiosidade

blank“Sou bisneta de Dona Dora da Velha Guarda, da Mangueira, sua vó Dayse que saiu em muitos carnavais, e sua mãe Denise que desfilava desde pequena e contribuíram positivamente pelo meu amor pela Mangueira”, contou orgulhosa.

“Sou grata por tudo que me ensinaram. Neste trabalho quero prestar uma homenagem a elas e a minha escola Estação Primeira de Mangueira, com um samba lindo de Serginho Meriti”.

 

Para finalizar, a sambista fez questão de agradecer aqueles que estão lhe ajudando.

“Agradeço primeiramente a Deus por mais uma oportunidade. Obrigado a minha família que sempre esteve ao meu lado, aos amigos, todos os fãs e admiradores que me seguem e curtem o meu trabalho. Obrigado André Oliveira por estar ao meu lado, me dando forças, gratidão aos meus empresários (Jejé Brown e Gui Taliatti) por fazerem desse sonho, a cada dia se tornar realidade.

 

Equipe Eliza Martins
@jejebrownoficial
@guikatinguele
@andreoliveira_violao
Separação – @exaltaoficial
Cover Eliza Martins
Compositores: José Augusto/ Paulo Sérgio

Comente com o Facebook